Hyundai Creta: Ninguém botou fé, mas virou líder

Anúncio

Quando o Hyundai Creta foi lançado no Brasil, no final de 2016, muitos torceram o nariz para o seu design e questionaram seu potencial de sucesso. 

Contrariando as expectativas, este SUV compacto não só conquistou o coração dos brasileiros, como se firmou como líder de vendas em sua categoria. 

Iremos te mostrar como o Creta superou críticas iniciais e evoluiu ao longo dos anos, adaptando-se às tendências e preferências do consumidor, culminando em um surpreendente sucesso de mercado.

Anúncio

Primeiras impressões e a controvérsia estética

O Hyundai Creta chegou ao mercado com um visual que rapidamente se tornou alvo de debates. 

Inicialmente, seu design foi considerado por muitos como pouco convencional e até polêmico, especialmente a dianteira que apresentava traços ousados e uma estética que dividia opiniões. 

Imagens do modelo circularam pela internet antes mesmo de seu lançamento oficial no Brasil, e a reação não foi unânime: enquanto alguns admiravam sua ousadia, outros o achavam “feio para chuchu”.

À medida que o Creta foi introduzido nas ruas brasileiras, sua presença começou a ser mais aceita. 

A Hyundai, percebendo as críticas, não demorou a agir. 

Em 2021, a segunda geração do Creta foi introduzida com uma série de modificações que suavizaram alguns dos aspectos mais criticados, trazendo uma frente remodelada que harmonizava melhor com as expectativas do mercado brasileiro. 

Anúncio

Esta atualização, parte de um facelift mais amplo, refletiu a nova identidade global da marca, adotando linhas que lembravam outros modelos de sucesso da Hyundai, como a picape Santa Cruz.

O design controverso e suas versões

NINGUÉM BOTOU FÉ mas VIROU LÍDER: JANTOU TRACKER, T-CROSS e RENEGADE: HYUNDAI CRETA!

O Hyundai Creta passou por uma evolução significativa em seu design ao longo das gerações, refletindo a resposta da Hyundai às críticas e aos gostos do público. 

A primeira geração foi marcada por uma frente alta e uma grade proeminente que não era comum na época, resultando em opiniões divididas. 

Contudo, foi a segunda geração, lançada em 2021, que realmente agitou o mercado com um design ainda mais radical.

Nesta segunda geração, o Creta apresentou uma dianteira completamente reformulada, caracterizada por uma grande grade frontal que integrava os farois de uma maneira futurista. 

A grade, com um padrão em cascata que se tornou uma assinatura visual da Hyundai, era flanqueada por farois divididos que conferiam ao veículo uma aparência mais moderna e agressiva. 

Além disso, os farois de neblina foram posicionados de forma a complementar o design audacioso, enquanto a traseira também recebia atualizações para se alinhar com a nova linguagem estética da marca.

A reação do público a essas mudanças foi mista inicialmente. 

Enquanto alguns consumidores apreciavam o design inovador e distinto, outros ainda preferiam as linhas mais conservadoras de outros modelos disponíveis no mercado. 

No entanto, com o tempo, a aceitação cresceu, especialmente quando os consumidores começaram a ver o veículo pessoalmente nas ruas e nas concessionárias.

Anúncio

O impacto nas vendas iniciais foi notável

Apesar das críticas iniciais ao design, o Creta continuou a performar bem, indicando que muitos consumidores estavam dispostos a sobrepor a funcionalidade e a reputação da marca à controvérsia estética. 

Isso demonstrou que, embora o design possa ser um fator crítico, a decisão de compra muitas vezes engloba uma avaliação mais ampla das qualidades do veículo.


Descubra mais sobre SUV Car

Subscribe to get the latest posts sent to your email.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *